Creepypasta: Cartucho assombrado do The legend of Zelda



Creepypasta que para quem não sabe, são praticamente lendas urbanas, imagens, vídeos e relatos postados e espalhados pela internet. Há várias lendas rondando pela internet, e nessa, trate-se do cartucho assombrado do jogo The Legend of Zelda: Majora's Mask
Conta a história de um rapaz chamado Matt, que usava o username de Jadusable na internet. Ele recentemente postou no 4Chan que coisas estranhas vinham acontecendo desde que ele comprara um cartucho do jogo The Legend of Zelda: Majora's Mask de um senhor em uma venda de garagem conjunta(uma prática bem comum nos Estados Unidos, onde os vizinhos se reúnem para vender objetos usados de sua casa)

A história é a seguinte....

Matt mudou-se para um novo dormitório na universidade, onde começava seu segundo ano. Ganhara de um amigo um Nintendo 64 velho, que tinha nada além de um controle amarelo e uma fita antiga e detonada de um Super Smash Bros.
Após jogar o mesmo jogo várias vezes, Matt decidiu ir à uma venda de garagem próxima afim de conseguir mais jogos e controles para o videogame. Encontrou nessa venda o que queria, e quando ia embora, uma casa lhe chamou atenção.
Havia apenas uma mesa, onde estava à venda pinturas estranhas semelhantes com as de psicanalista. O dono daquela venda era um senhor bem velho, com dentes estragados. Com a esperança de conseguia mais jogos, Matt perguntou ao senhor se ele tinha alguma fita de videogame. Sem saber exatamente o que seria um videogame, o velho saiu dizendo que voltaria em um instante.
Enquanto aguardava o senhor retornar, Matt voltou observava as pinturas. Eram esquisitas, e pareciam entrar em sua mente. Ele achou curioso que um dos desenhos lembrava demais a máscara de Majora, presente no jogo Majora's Mask. Foi que então, gostaria de comprar o mesmo jogo, e pediu para o senhor aquele em especial.
Qual não foi sua surpresa ao ver que o velho voltava com uma fita de N64 nas mãos, cinza, sem nenhuma indentificação de qual jogo seria além da palavra "Majora" escrita com caneta permanente. O senhor ofereceu o jogo de graça para Matt, e disse que o mesmo pertencera a um garoto que não vivia mais na vizinhança.



Ao sair, Matt então agradeceu o senhor. Enquanto voltava para o carro, ouviu o senhor dizer algo como "Goodbye, then" (Até mais, então). Ou pelo menos foi o que ele pensa ouvir.
Mas percebeu que estava ouviu errado, ao colocar o jogo no videogame, ele notou que já tinha um save file chamado BEN. "Goodbye Ben" era o que o velho queria dizer.

Ele decidiu manter o arquivo, como em homenagem ao garoto (Que ele provavelmente acredita que morreu), e começou a terminar o jogo salvo.
O jogo ia bem, tirando o fato de que ninguém o chamava pelo nome que havia colocado no arquivo (Link, nome do protagonista do jogo oficialmente), mas sim, de Ben (Para quem não sabe, os personagens inseridos no jogo te chamam pelo nome que você usou no arquivo). Ele ignorou, achando que era um bug. Mas depois de chegar em uma certa parte do jogo, Matt decidiu excluir o arquivo "BEN" iniciar um jogo próprio. Achando que, por ser um cartucho muito antigo, um arquivo interferia no outro.
Curiosamente, quando voltou ao seu jogo, ninguém mais o chamava de Link ou de Ben, no lugar do nome, surgia um espaço em branco.
De qualquer forma, Matt continuou a jogar. Ele queria fazer o truque de adcionar um dia a mais no jogo e ter mais tempo de fazer tudo.
Ele foi até a área para conseguir efetuar o "glitch" com sucesso.

Mas o que aconteceu foi algo estranho, ele parou em uma área esquisita do jogo, onde havia personagens que não deveriam estar no lugar naquele momento. E antes que pudesse resetar o jogo, ele foi transferido para a área central do jogo...E o que aconteceu se encontra nesse vídeo abaixo....



Matt gravava tudo antes de dar continuidade ao jogo.
A estátua que aparece no vídeo não deveria aparecer nessa parte do jogo, muito menos seguindo-o.

"That won't do any good" (Isso não vai fazer bem.)
"You've met with a terrible fate, haven't you?" (Você encontrou um destino terrível, não?)

Depois disso, Matt desligou o jogo e, assustado, tentou ir dormir.
No dia seguinte, ele voltou à casa do senhor que lhe vendeu o jogo, afim de saber mais sobre essa história do garoto Ben. Mas, quando chegou lá, a casa estava à venda. Ele foi falar com um vizinho, e este lhe explicou que o misterioso senhor já estava para se mudar e conseguira, e que este senhor jamais fora casado, e não tinha contato com seus parentes. Ou seja, Ben não era seu parente, nem filho ou neto. Matt então decidiu perguntar sobre a Ben, e recebeu a resposta que estava esperando: Há alguns anos trás, no mesmo dia do seu aniversário, o menino de nome Ben sofrera um acidente onde morreu.

Depois Matt voltou para sua casa e decidiu jogar mais um pouco do jogo misterioso. Para sua surpresa, além do arquivo chamado YOURTURN, o arquivo de nome BEN estava de volta novamente e parecia mais avançado que o anterior que fora deletado.
Ele então, decidiu jogar o arquivo BEN, onde mostra no vídeo a seguir....



As pessoas congeladas na grama não deveriam estar ali."Dawn of a new day" - Amanhecer de um novo dia."

Em outro dia, Matt percebeu que o arquivo YOURTURN havia se transformado em DROWNED (tradução:Afogado). Então, surgiu a teoria que bem morrera afogado... O nome do arquivo não era só por causa de seu destino na última jogada, mas também se referia ao menino. E, de certo modo, isso estava conectado ao jogo.
Matt está incomodado, não consegue dormir, tem pesadelos estranhos, e se sentia vigiado mesmo quando o jogo está desligado. Curioso, ele decide jogar o arquivo novo:



Decerto é IMPOSSÍVEL no Majora's Mask ir parar no Ocarina of Time (Outro jogo da saga The Legend of Zelda para N64).
E parece que aquele cenário com a árvore não existe.

"You shouldn't have done that" (Você não devia ter feito isso)
"BEN is getting lonely" (BEN está se sentindo sozinho)
"You will be given one last chance" (Você terá uma segunda chance)
"Back to where it all begun" - (De volta aonde tudo começou)
"Come play with us" (Venha brincar conosco)

Ele voltou a jogar um tempo depois. Mas quem posta agora é o colega de quarto dele. Disse que Matt voltou para sua casa, e que parecia abatido e abalado com alguma coisa que não disse ao amigo. Ele só lhe deu um pendrive com a conta dele no Youtube e o último vídeo que ele gravou:



"Keep this picture?" (Guardar esta foto?)
"Why is he smiling? The father?" (Por que ele está sorrindo? O pai?)
"A vessel that holds wandering spirits rests here" (Um guardião que cuida de espíritos que ainda vagam descansa aqui)
"It'll be our little secret, okay?" (Este será o nosso segredinho, okay?)
"You can't run" (Você não pode correr.)
"Please...Help me..." (Por favor...Me ajude...)

Matt retorna. Um pouco melhor, e decidido a enfrentar BEN (que ele agora acredita ser uma entidade presa dentro do jogo, o espírito do menino, que quer ser libertado.) e volta a jogar.Sem maiores informações, ele upa um vídeo novo pela última vez:


"The counter resets" (O contador zera)
"I'm glad you did that" (Estou feliz por você ter feito isso)

Depois disso, é dito que Matt deu um fim no cartucho, queimando-o. Parece que acabou, mas o próprio diz que aquilo provavelmente jamais teria um final, e que esse "BEN" continuaria a atormentá-lo dentro e fora do cartucho.


Fonte: Nosso parceiro, O último mistério (blog muito bom por sinal!!)

2 comentários:

  1. Ed disse...

    Interessante, porém cabuloso. Principalmente para mim que sou fã de Zelda. Mas o Majora eu nunca zerei.

  2. Anônimo disse...

    Fizemos esse filme em homenagem ao Ben: http://youtu.be/hwjvJGyHCxQ

2leep